quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

De onde nascem os sorrisos?

 Dizem que, quando a gente vai crescendo, nossos sorrisos vão acabando, aos poucos. É como se o sorriso nascesse na barriga da mamãe, passasse pela infância e, devagarinho, fosse desaparecendo. Por isso também dizem que os adultos sorriem tão pouco. Será? Imaginação à parte, o sorriso de uma criança é como uma varanda, sendo inundada pelo sol. E a janela aberta está desenhada bem ali, na frente da pequena leitora, no livro que sorri junto com ela. Se queremos carregar o sorriso por toda a vida, melhor não deixar a criança que existe em nós se perder por aí, sozinha. E se quer uma dica para isso, dê livros a seus filhos, e, aproveite: leia junto com eles e volte a sorrir como criança.
Revista Crescer - 2009

Nenhum comentário:

Postar um comentário